Você está aqui: DDuwe Contabilidade » Notícias

12 de novembro de 2015 Nacional

Joaquim Barbosa vem ao Recife nesta quinta-feira

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, conhecido nacionalmente pelo julgamento do processo do mensalão do PT – compra de votos da base aliada durante o governo do ex-presidente Lula – desembarca no Recife nesta quinta-feira (12). O ministro aposentado participa da 16° Convenção Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (CONESCAP), no Centro de Convenções, em Olinda.

Clique aqui e confira a programação do evento

Na ocasião, Joaquim Barbosa vai ministrar uma palestra sobre “Ética e política nos negócios”, a partir das 16h30. O tema é um dos assuntos que Joaquim tem criticado com bastante força em jornais e redes sociais. Em outubro deste ano, por exemplo, o magistrado usou seu Twitter para reprovar a atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e da oposição a presidente Dilma Rousseff (PT).

“Contra o presidente de uma das Casas do Congresso há acusações de crimes graves, mas ele é apoiadíssimo pelo PSDB!”, alfinetou Barbosa. “Notem o comportamento dos políticos: a nossa economia está aos frangalhos, mas eles só pensam numa coisa: no dinheiro das empresas!”, criticou o ex-presidente do STF. Eduardo Cunha é acusado de esconder milhões de dólares em contas na Suíça. Em depoimento à CPI da Petrobras, o parlamentar negou que tinha contas fora do país. Um processo no Conselho de Ética foi aberto e o presidente da Câmara corre o risco de perder o mandato.

Do Judiciário para a política

Joaquim Barbosa chegou a ser cotado como um dos nomes fortes das eleições presidenciais de 2014. O ex-ministro chegou a ser cortejado por partidos como PSDB e PSB, mas declinou todos os convites. Ainda em 2013, Joaquim chegou a ter a preferência de 30% dos eleitores do estado de São Paulo caso fosse candidato à Presidência da República. Na pesquisa do Instituto Datafolha, a ex-senadora Marina Silva (Rede Sustentabilidade) tinha 22% e a atual presidente Dilma (PT) ocupava a terceira colocação, com 10% das intenções de voto.

Tércio Amaral

Diário de Pernambuco