Senado perdoa Estados por incentivo fiscal

Senadores aprovam convalidação de benefícios concedidos por governadores

Sob protestos, principalmente da bancada de São Paulo, o plenário do Senado aprovou nesta noite de terça-feira o projeto de lei complementar que anistia incentivos fiscais concedidos pelos Estados. A Casa aprovou um texto, apresentado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR), que legaliza benefícios dados à revelia do apoio unânime dos integrantes do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Na prática, o projeto quebra a exigência de unanimidade para a decisão do Confaz, abrindo espaço para a legalização dos incentivos já concedidos. O projeto foi aprovado por 63 votos a favor, sete contra e uma abstenção.

Ao encaminhamento do PMDB, o DEM foi favorável. O PSDB liberou a bancada e o vice-líder do PT, senador Walter Pinheiro (BA), afirmou que o encaminhamento majoritário da bancada era pela aprovação do projeto.

O senador José Serra (PSDB-SP) protestou duramente contra a aprovação do projeto, independentemente de um projeto de reforma ampla.

— Não podemos votar um projeto cujo parecer não conhecemos — criticou Serra.

O substitutivo ao projeto apresentado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) em plenário não foi divulgado.

— O que se dizia no Confaz é que a matéria facilita o passeio de mercadorias — acrescentou Serra.

O projeto segue para votação na Câmara dos Deputados.

 

Diário Catarinense

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email